quarta-feira, 13 de junho de 2012

Terceiro dia da Novena de São Luiz Gonzaga - de 12 a 20 de junho -


Clique aqui para rezar a oração preparatória para todos os dias e a oração final para todos os dias.

Terceiro dia

Humildade

Consideremos a profundíssima humildade de São Luiz Gonzaga. Sento tão inocente, tão santo e favorecido por Deus na oração, tão agraciado no natural e, no sobrenatural, não atende à sua alta posição nem às suas prendas, nem às esperanças que pudera ter, mas tão somente se reconhece pobre e miserável na presença de Deus, e se compraz em viver oculto e desconhecido dos homens. Alegra-se quando tem ocasião de parecer pobre, ignorante e desprezível; não manifesta sua inocência, se o culpam injustamente. Teve por grande dita o poder renunciar um principado, e, na Religião, seu anelo foi sempre de poder exercitar as ocupações mais baixas da casa, de obedecer a todos e de pedir esmola publicamente como mendigo. Sua obediência, sua mansidão e modéstia parece que não podiam aperfeiçoar-se mais: em seu conceito, todos os seus companheiros e inferiores mereciam preferência. As ordens, avisos e conselhos que recebia de seus superiores, tinha-os como preceitos e mandatos de Deus, a que se submetia com o maior prazer.

Colóquio

Ó humildíssimo São Luiz, que cimentastes o alto edifício de vossa perfeição e santidade admirável de vossos costumes angélicos sobre a solidez de rocha inquebrantável, qual é a humildade cristã, eu vos louvo pelo grande e generoso desprezo que tivestes de vós mesmo e de todas as honras e prazeres do mundo. Quanta glória recebeis por aquelas humilhações! Quão exaltado e reverenciado vos contemplo no Céu e na terra, em razão do que desprezastes e aborrecestes por amor de Jesus Cristo! Alcançai-me de Deus conhecimento de minha baixeza e pequenez, de minhas misérias e pecados, para que aprenda a desprezar-me e aborrecer-me como mereço. Pedi esforço para meu coração, com que abrace a mansidão, a obediência a meus superiores e a justa mortificação de que hei mister, a fim de que vos siga na penitência e humildade, já que por meus pecados vos não posso imitar na inocência. Ouvi-me benigno, amado Protetor meu, para que, imitando-vos com a divina graça, chegue a ver a meu Deus e a amá-lo perfeitamente convosco no Céu. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Salve Maria!

Atenção, não serão aceitos comentários em caps lock e em anônimo sem identificação.

Obrigada pela visita e comentário :)