sexta-feira, 15 de junho de 2012

Quinto dia da Novena de São Luiz Gonzaga - de 12 a 20 de junho -



Oração

Consideremos como usou São Luiz do eficacíssimo meio de santificar-nos que temos todos ao nosso alcance – a oração. Desde muito pequenino, fazia a miúdo oração vocal com suma piedade, tanto que admirava a seus pais e domésticos o encontrá-lo escondido a rezar suas devoções. Na idade de doze anos, principiou a praticar a oração mental com tanto cuidado e esmero, que chegou a ter recolhimento e firmeza admiráveis.
Para conseguir este altíssimo dom, teve que fazer esforços extraordinários. Havia-se proposto ter uma hora de meditação sem distrair-se; e se padecia algum pequeno descuido, permanecia outra hora, sucedendo estar assim algumas vezes quatro ou seis horas seguidas. Teve o dom da presença de Deus em tão alto grau, que sua vida foi uma contínua oração. E como lhe viessem dores de cabeça e os superiores lhe ordenassem que não pensasse tanto em Deus, esforçou-se em obedecer; mas, como ele mesmo declarou, padecia muito mais pela violência que empregava para não pensar em Deus do que pensando nEle.

Colóquio

Devotíssimo São Luiz, cuja bendita alma, absorvida sempre em Deus, gozou nesta vida miserável as doçuras do santo amor, que são primícias da glória, por vossos esforçoes e assiduidade neste santo exercício, pelas inefáveis doçuras que nEle sentistes, por vossas lágrimas e consolações, suplico-vos com grande instância e fervor, me alcanceis este dom preciosíssimo, de que tanto necessito. Em particular ao receber os Santos Sacramentos e assistir ao Santo Sacrifício da Missa não permitais que o demônio me distraia, fazendo-me perder inestimáveis frutos. Ensinai-me a viver na presença de Deus, para que imitando-vos com a divina graça chegue a ver o meu Deus e a má-lo perfeitamente convosco no Céu. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Salve Maria!

Atenção, não serão aceitos comentários em caps lock e em anônimo sem identificação.

Obrigada pela visita e comentário :)